tipos de papéis

O PAPELÃO ONDULADO poderá ter inúmeras combinacões de papéis em sua composição

Conforme a utilização, aplica-se gramaturas de componentes maiores ou menores visando redução de preços ou aumento da resistencia do conjunto. A parte ondulada (miolo) sempre será produzida com papel Reciclado e as mudanças ficam na associação das capas externas e internas da composição que for utilizada.

Tipos de papéis:

O que é embalagem sustentável

- Contempla proporção ideal de embalagem x produto, otimizando o seu peso específico;
- Proporciona o melhor uso e distribuição do produto acondicionado, visando maximizar o sucesso de seu uso e minimizar a geração de resíduo e desperdício;
- Prevê destinação final adequada, oferecendo o reaproveitamento de seu material
- Não tem efeitos indesejáveis no meio ambiente que possam reduzir a qualidade de vida para gerações futuras

Entre outros aspectos.

A embalagem tem a função primordial de proteção dos produtos demandados por todos nós. Esta proteção deve viabilizar a adequada distribuição dos mesmos, o prolongamento da sua vida útil e consequentemente a redução de perdas, o atendimento dos requisitos legais, bem como de segurança do consumidor. As embalagens que estão hoje no mercado já atendem aos quesitos de sustentabilidade como otimização de seu peso específico, possibilidade de reciclagem ou reaproveitamento de seu material, entre outros aspectos.

Hoje nos deparamos com novos materiais que reforçam o apelo ambiental como uma forma de utilizar a sustentabilidade como diferencial competitivo, mas isto não implica que os demais não sejam sustentáveis.

O trabalho do Comitê da ABRE é discutir quais os novos requisitos da sustentabilidade para que o setor possa buscar estas metas. Estes indicadores deverão em breve estar disponíveis para consulta



Reciclagem Papel e papelão


43,7% de todo o papel que circulou no país em 2008 retornou à produção de papel, existindo ainda uma grande quantidade de aparas de papel que são utilizadas em outros produtos como a fabricação de telhas e cujo volume não é computado nas estatísticas. Se do total de papel que circulou no país, retiramos os que não são passíveis de reciclagem, temos uma taxa de recuperação de 50,8%.

As caixas feitas em papel ondulado são facilmente recicláveis, consumidas principalmente pelas indústrias de embalagens, responsáveis pela utilização de 64,5% das aparas recicladas no Brasil. Em 2008, 79,6% do volume total de papel ondulado consumido no Brasil foi reciclado. No mercado americano, as caixas onduladas têm 21% de sua composição proveniente de papel reciclado.

Em 2008 as porcentagens no Brasil foram de:
79,6% - papelão ondulado
43,7% - papel de escritório

Limitações: A contaminação com cera, óleo, plástico e outros materiais prejudicam a reciclagem destes. Porém, como as caixas de papelão ondulado não cabem em cestas de lixo, são coletadas separadamente diminuindo o risco de contaminação do material.

fonte: ABRE